Produção de conteúdo O que deve ser evitado para não ser punido pelo Googl

Quem trabalha constantemente com produção de conteúdo precisa estar atento às mudanças e às principais diretrizes de qualidade criadas pelo maior mecanismo de busca do mundo.

Ainda que o funcionamento de toda a sua estrutura de classificação e posicionamento seja um mistério, é interessante saber também o que pode ser evitado para não ser ignorado ou sofrer punições por parte do Google.

Neste post compilamos os principais fatores que podem afetar negativamente o desempenho de um site nas pesquisas. Aproveite essas dicas preciosas!


Você conhece a história do Marketing de Conteúdo? Leia mais aqui!


O que o Google espera que você faça em termos de produção de conteúdo de qualidade?

Na ânsia de querer estar no topo das pesquisas a todo custo, muitos profissionais acabam abusando de algumas práticas não recomendadas e até mesmo desleais com os usuários.

Em poucos tópicos é possível sintetizar o que o Google espera e percebe como conteúdo de qualidade. Veja o resumo logo abaixo:

  • Esteja ciente em sempre criar páginas e conteúdos para os seus usuários e não exclusivamente para os mecanismos de pesquisa.
  • Não use técnicas que enganem seus usuários ou que os induzam a erros como clicar em links que os levam para páginas diferentes do que eles esperavam.
  • Evite burlar as diretrizes do Google, pois uma vez descoberta alguma prática indevida, o seu site pode ser excluído dos resultados.
  • Não é a toa que o buscador vive alterando o seu algoritmo que é justamente para reparar algumas práticas que fogem dos seus reais propósitos.
  • Concentre-se nos diferenciais que o seu site pode oferecer e faça dele uma fonte de conteúdo relevante para os seus usuários.

O que deve ser evitado para não ser “punido” pelo Google

Algumas técnicas e ações não são bem vistas pelo Google, pois além de violar as diretrizes do buscador, a empresa entende que tentar enganar o usuário é uma prática que deve sempre ser repudiada.

Conteúdo gerado automaticamente ou por robôs

Nesse critério estão incluídos textos criados por alguma ferramenta automática e que não apresentam sentido para o usuário ou que são copiados de feeds RSS.

Conteúdos mal escritos ou que não passam por revisão humana também entram nesse critério de qualidade.

Abuso de Link Building

Em produção de conteúdo, ser referenciado por outros sites é muito importante e recomendável para ser bem posicionado, porém, “esquemas” criados propositalmente para este fim pode ser mal visto pelo Google.

Um exemplo disso é criar páginas de parceiros apenas com o intuito de gerar links cruzados entre algumas empresas.


Entenda neste artigo o que é SEO off-page


Falta de conteúdo original

O Google se preocupa muito com a qualidade dos conteúdos apresentados e por isso a falta de originalidade é um dos fatores negativos para o baixo desempenho nas posições.

Por isso, conteúdos com pouco valor agregado ou superficiais podem afetar negativamente o seu site ou blog.

Camuflar um conteúdo (Técnicas de Cloaking)

Cloacking basicamente significa mostrar um conteúdo para os usuários e outro para o Googlebot (robô de busca do Google). Ou seja, o conteúdo é camuflado de acordo com quem o acessa.

Isso é feito apenas para obter vantagens quando a página é acessada pelos buscadores, o que viola as diretrizes do Google.

Redirecionamentos enganosos ou não autorizados

Assim como nas técnicas de Cloaking, há intenção de enganar o usuário apresentando um conteúdo que não é o mesmo quando acessado.

É como se o Google apresentasse uma url sobre hábitos saudáveis, mas ao acessá-la, o usuário acaba visitando uma página sobre como ganhar dinheiro na Internet. Nada a ver, não é?!

Textos, palavras-chaves ou links ocultos

Uma técnica velha, porém muito utilizada por quem deseja levar vantagem e burlar as diretrizes do Google é justamente a ocultação de links e textos ao longo de uma página web.

Isso pode ocorrer com textos brancos em fundos brancos, camuflagem de textos atrás de imagens, tamanhos de fontes alteradas propositalmente em 0, etc.

Doorways (portas de entrada)

Esse tipo de prática consiste em sites ou páginas criadas exclusivamente para melhorar o ranqueamento em relação a uma consulta específica.

A ideia é levar o usuário sempre a páginas similares que no final conduzem a uma única página de destino. Ou seja, vários atalhos que levam ao mesmo caminho final.

Conteúdos puramente copiados

Além de violarem os direitos autorais, conteúdos copiados não transmitem credibilidade do site que o publica, mesmo esse conteúdo sendo de uma fonte confiável.

Em qualquer circunstância, o que vale sempre é a produção de conteúdo original e passar longe de cópias. Ah, vale lembrar que apenas trocar algumas palavras do texto também configura cópia.


Saiba como ter mais ideias e aprimorar o seu conteúdo


Programas de afiliados sem valor agregado

Os sites que trabalham exclusivamente com programas de afiliados podem não ser bem vistos pelos mecanismos de busca quando não há conteúdo de valor, mas sim apenas cópias do site original.

Sem um valor agregado ou diferencial na sua produção de conteúdo, não há porque o usuário preferir acessar o seu site invés de acessar o do  produtor original. Como sempre, é preciso se diferenciar!

Excesso de palavras-chaves em uma página

Não adianta encher uma página ou texto com uma palavra-chave na tentativa de obter bons resultados nos mecanismos de buscas.

Além de ser uma péssima ideia, essa prática demonstra desconsideração com o usuário. O foco sempre deve ser criar conteúdos úteis e com palavras-chaves que façam sentido. Sempre!

Conclusão

A produção de conteúdo é o principal pilar para impulsionar a imagem de uma marca ou empresa na web. Porém, é importante saber até onde é possível ir para não praticar alguma ação que prejudique o seu site.

Portanto, saber exatamente todos os “segredos do Google” é  praticamente impossível, mas neste post você aprendeu muito bem o que não deve ser feito.

Artigos relacionados

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.