Conteúdo-para-e-commerce

Quando o assunto é conteúdo sobre vendas e Marketing Digital, não dá para deixar de falar sobre conteúdo para e-commerce.

Nessas alturas do campeonato, em que o comércio eletrônico é sinônimo de compras ágeis e rápidas, o conteúdo para as lojas online é a solução para atrair clientes, gerar leads, trazer autoridade para a sua marca e, acima de tudo, garantir as vendas em alta.

Por isso, conceitos como descrição para loja virtual, palavras-chave, SEO e estratégias são essenciais.

No período da pandemia, o e-commerce foi a luz no fim do túnel para lojas dos mais variados segmentos. De restaurantes a supermercados, a possibilidade de efetuar comprar por meio de alguns cliques ou pela tela do smartphone foi de vital importância para os negócios.

Além do mais, de acordo com dados do Sebrae, o comércio eletrônico não fez sucesso apenas durante os tempos de turbulência provocados pelo Covid-19. Antes mesmo do Coronavírus frear os ânimos do mercado, o e-commerce tinha um lugar cativo no coração de vários consumidores.

Tal fato não é surpresa, graças a protocolos de segurança (como o certificado SSL), se tornou mais fácil para os clientes avaliarem a credibilidade de uma loja online, acabando com aquela desconfiança em relação a compras feitas na internet.

Características como facilidade e comodidade na hora de comprar, bem como a própria necessidade de digitalização dos negócios, também abriram caminho para o comércio eletrônico encontrar um lugar ao sol.

No entanto, apesar das evidentes vantagens, é necessário encontrar meios para os consumidores conhecerem a sua loja online, confiarem nos produtos e se tornarem clientes fiéis. É aí que entra o Marketing de Conteúdo para e-commerce.

Como descrever os produtos? Onde usar as palavras-chaves corretas? Como usar as imagens dos produtos adequadamente? Tudo isso (e muito mais) envolve a criação de conteúdo para e-commerce. Portanto, para saber mais sobre o tema, confira os tópicos a seguir onde falaremos com mais detalhes sobre conteúdo para e-commerce.

Marketing de Conteúdo – A vitrine das lojas virtuais 

Se no comércio físico é necessário estabelecer estratégias para atrair, nutrir leads e aumentar as vendas, a situação não é diferente quando se trata de um e-commerce.

Diante disso, é necessário investir em um conceito bastante valioso na era digital. Sim, estamos falando sobre ele, o conteúdo.

“O conteúdo é rei”, declarou Bill Gates em meados dos anos 90, numa época que Youtube, redes sociais e algoritmos estavam longe do radar dos diversos profetas futuristas.

Hoje em dia, no atual estágio da era digital, o conteúdo é tão importante que as estratégias de Marketing de Conteúdo ganharam protagonismo nos últimos anos. Essa vertente consiste em estratégias de engajamento e atração de clientes por meio da criação de conteúdo relevante, seja em textos, vídeos, ebooks e em redes sociais.

Contudo, vale lembrar que essa estratégia também é indicada para as lojas virtuais, colocando o conteúdo para e-commerce nos holofotes, o destacando como um elemento extremamente relevante.

Dessa forma, é o Marketing de Conteúdo que vai atuar como uma vitrine para as lojas online. É graças a ele que os clientes serão fisgados para o seu e-commerce, ficando a par dos produtos e sendo estimulado a efetuar as compras.

Para conseguir fazer isso, o Marketing de Conteúdo conta com alguns detalhes que são fundamentais:

  • Atração
  • Conversão
  • Vendas
  • Encantamento

Trazendo a situação para o cenário de uma loja virtual, é possível afirmar que o conteúdo relevante atrai visitantes. Com isso, ele os converte em leads, reforçando para eles que o seu e-commerce tem as soluções que eles procuram.

A partir daí o processo de vendas se torna muito mais fácil e rápido, o encantando e o atraindo ainda mais para a sua marca.


Clique aqui e confira 5 dicas rápidas e práticas de como produzir conteúdo


Os benefícios do Marketing de Conteúdo para e-commerce

Não dá para imaginar uma loja online com altas vendas sem boas estratégias de Marketing de Conteúdo. O conteúdo para e-commerce é o alicerce para tornar a sua loja online um empreendimento bem sucedido.

Ele também é um elemento importante para guiar outras ações importantes, como, por exemplo, melhorar a descrição para os produtos, os tornando mais vendáveis e acessíveis para os clientes.

O conteúdo para e-commerce- especialmente o conteúdo de qualidade – é o rei nesse amontoado de informações. Já o e-commerce é a solução que cai como uma luva para a digitalização das empresas, lojas e outros segmentos.

Em tempos de dispositivos móveis, o e-commerce permite que a sua loja vá até aos clientes, viabilizando compras mais ágeis e acessíveis.

Sabe aquela história de que basta arrastar um dedo ou efetuar um clique para comprar um produto sem sair de casa? Pois então, se há alguns anos isso seria uma cena dos Jetsons, a digitalização e o e-commerce atualmente tornam isso possível.

Estabelece autoridade para a marca

Os-benefícios-do-Marketing-de-Conteúdo-para-e-commerce

Proporcionar um atendimento de alta qualidade, trazer facilidades para os clientes, modernizar o ato da compra. Tudo isso fortalece a marca, a mostrando no mercado como um sinônimo do que há de melhor em termos de abordagem e trato com o consumidor.

Isso tudo gera uma série de benefícios que elevam o patamar do seu negócio, como, por exemplo:

  • Atrai mais clientes
  • Aumenta o número de vendas
  • Torna a sua loja mais conhecida e competitiva

Não custa lembrar que a autoridade de marca consiste na imagem que uma empresa tem perante os concorrentes e os consumidores.

De certa forma, ela é um bom parâmetro para quem quer mensurar o nível de confiança dos clientes e pessoas que a conhecem.

Em muitos casos, o início da sua construção e do estabelecimento de uma autoridade para a sua marca está no departamento de marketing. Ele tem o objetivo de determinar quais serão as estratégias para que esse reconhecimento ocorra de forma gradual e efetiva.

Sabendo disso, aqui vem um spoiler: o Marketing de Conteúdo é a matéria-prima para que a marca da sua empresa apareça como autoridade. E isso vale também para quem tem um e-commerce.

Uma dica, nesse caso, é elaborar conteúdos capazes de sanar as principais dúvidas dos clientes. Ensinando a eles tudo que necessitam para tomar a decisão de compra, sempre levando em conta a importância de uma boa descrição de produtos.

A descrição de produtos em lojas virtuais, de forma bem feita e prezando a boa experiência do consumidor, faz toda a diferença para o cliente ficar por mais tempo no e-commerce, influenciando ainda a compra final.

Lembre-se também que os consumidores, de uma forma geral, apresentam maior propensão a comprar marcas que lhes são familiares e que lhes agradam.

Ademais, sem um bom planejamento de marketing de conteúdo para e-commerce, o seu negócio digital não terá a visibilidade e o alcance que você espera.

O conteúdo para e-commerce amplia o alcance da loja virtual

“Veja, nós somos interessantes e estamos aqui”. Basicamente é isso que o Marketing de Conteúdo tem para dizer ao seu público de consumidores.

Por isso, quando a estratégia da vez é ampliar o alcance do seu e-commerce, atrair leads e conquistar ainda mais o público, o conteúdo, bem planejado e de qualidade, se torna um elemento indispensável.

De acordo com estudos, o Google é uma ferramenta amplamente utilizada nos dias de hoje por consumidores que estão à procura de um produto ou serviço.

Esse oráculo da era digital é uma rica fonte de pesquisas e ignorá-lo nas estratégias de conteúdo para e-commerce é um erro imperdoável.

A produção de conteúdo relevante é o caminho mais eficiente para inserir o seu e-commerce em destaque nas páginas do Google, local onde ele estará sempre visível e de portas abertas para o público.


Quer entender como escrever para buscadores? É só clicar aqui e acompanhar o artigo


Devido a isso, a produção de conteúdo para e-commerce permite que mais pessoas tenham condições de ver e acessar a sua loja online, conhecendo os produtos e/ou serviços que ela tem para oferecer.

Otimiza a interação com os clientes

Além de proporcionar o alcance do seu e-commerce, o mostrando para um número maior de consumidores, o marketing de conteúdo é um recurso essencial para melhorar ainda mais a interação com os clientes.

Não por acaso, ele é um grande reforço para as estratégias de pós-vendas, que visam assegurar e consolidar a fidelidade do consumidor com o e-commerce.

Além disso, o Marketing de Conteúdo bem feito também conta pontos para viabilizar a abordagem omnichannel. Essa abordagem, diga-se de passagem, depende muito da produção de conteúdo constante em mais de um canal de interação com os consumidores.

Trazendo essa realidade para as lojas virtuais, imagine que os conteúdos do seu site, do seu blog, das redes sociais e até do e-mail marketing, por exemplo, são usados para conduzir os clientes para o seu e-commerce. Isso é um exemplo de conteúdo omnichannel.

De uma forma geral, com um bom conteúdo para e-commerce, a sua loja virtual tem plenas condições de estar cada vez mais perto e acessível aos clientes, melhorando o engajamento com a loja e a autoridade da sua marca.

O conteúdo para e-commerce facilita a jornada de compra

A jornada de compra é algo bastante conhecido por quem gerencia uma loja física. Contudo, nada impede que ela também faça parte do universo das lojas online.

Ela consiste basicamente no caminho que um lead, ou seja, o popular potencial cliente, utiliza para percorrer desde antes de se decidir a comprar, passando pelo conhecimento em relação ao produto, terminando com a aquisição dele.

Nessa jornada, cada etapa apresenta as suas próprias características e abordagens, sempre com o objetivo de sanar as dúvidas dos clientes em cada estágio, preparando e conduzindo esses potenciais compradores para a próxima etapa.

E como sanar dúvidas? Como guiar os clientes pelas etapas e fazer, no final, ele encher o carrinho de compra do e-commerce e clicar na opção “comprar”? A resposta é: conteúdo.

O conteúdo para e-commerce envolve não apenas textos para o seu blog, landing page e redes sociais, mas também maneiras corretas para desenvolver a descrição de produtos, por exemplo, os apresentando da forma mais objetiva e clara possível.

Lembre-se que na loja física o atendente está lá para guiar o cliente, porém, na loja virtual é o conteúdo que vai pegar o cliente pela mão e mostrar tudo o que ele deseja saber sobre o produto à venda.

Uma descrição para loja virtual bem feita é um elemento crucial na jornada de compra do cliente e no conteúdo para e-commerce. Ela está diretamente relacionada com algo fundamental para as vendas: a boa experiência de usuário.

Se nas lojas físicas os clientes querem uma experiência agradável de compra, com um bom atendimento, no e-commerce a situação não é diferente.

De certa forma, é o conteúdo, aliado a outros elementos, como o design responsivo, por exemplo, que vai garantir essa boa experiência de usuário e ajudar na jornada de compra.

A importância da descrição dos produtos no comércio eletrônico

A-importância-da-descrição-dos-produtos-no-comércio-eletrônico

Um dos aspectos mais relevantes, quando falamos sobre o conteúdo para e-commerce, é a descrição de produtos. Ela é um elemento que tem tudo a ver com um conceito cada vez mais relevante para a era digital: a UX Writing.

A UX Writing consiste em fórmulas de escrita, ou seja, de estratégias aplicadas em interfaces digitais, incluindo aí aplicativos, blogs, sites e lojas online.

O objetivo das técnicas de UX Writing é simplificar a navegação, torná-la mais amigável e intuitiva. A função da UX Writing é permitir que o usuário tenha condições de ter uma boa experiência ao navegar em uma interface, mesmo que seja o seu primeiro acesso.

Trazendo a UX Writing para o terreno do conteúdo para e-commerce, ela ensina adotar textos curtos, simples e que facilitam ao máximo a interação do cliente com a sua loja online.

Em outras palavras, ao utilizar os conceitos básicos para a produção do seu conteúdo para e-commerce, você evita que o cliente faça perguntas como “onde eu devo clicar?”, “qual é o próximo passo?” e “será que eu fiz a compra?”


Por falar em UX Writing, clique aqui e confira nosso artigo completo sobre Microtextos


Vale salientar que perguntas demais, dúvidas em excesso, não combinam com uma boa experiência de usuário. Quando o consumidor do e-commerce fica sem saber o que fazer, a jornada do cliente é prejudicada.

Inclusive, não é um exagero afirmar que uma loja online que não preza pela UX Writing é um convite para o cliente procurar outro e-commerce. E quando se trata de UX Writing, vale prestar atenção em alguns detalhes.

Número ideal de palavras

A descrição para loja virtual, assim como a descrição de produtos, é o que pode diferenciar um bom ou mau atendimento no e-commerce.

A descrição adequada e o uso correto das palavras-chaves, são elementos que auxiliam a criar uma boa experiência de usuário, evitando confusões e sanando, de forma objetiva e clara, qualquer dúvida que o usuário possa ter em relação aos produtos, pagamentos e outros recursos.

Em se tratando de e-commerce, vale salientar que os clientes prezam pela navegação rápida, gostam de fazer pesquisas ágeis e obter respostas o quanto antes. Por isso, uma descrição de produtos utilizando as palavras certas é essencial.

Sobretudo, isso vale também para outros elementos importantes, como instruções para clientes realizarem logins e cadastros, por exemplo.

Por causa disso, o bom conteúdo para e-commerce prioriza o uso de poucas palavras, especialmente no tempo verbal imperativo, tais como “clique”, “avance”, “retorne” e outros exemplos.

Quanto ao processo da descrição de produtos, também vale o uso de uma abordagem com poucas palavras, porém objetiva e direta.

Sendo assim, por meio de uma descrição de produto bem feita, é possível fornecer detalhes sobre recursos, indicações, modos de uso e vantagens para viabilizar uma venda.

Para isso, é necessário levar em consideração o tipo e as principais funcionalidades do produto. Um exemplo disso pode ser a descrição do notebook. Nesse caso, é necessário informar noções técnicas fundamentais, como, por exemplo:

  • Dimensões
  • Capacidade de memória
  • Cor
  • Tamanho do disco rígido
  • Tempo de duração da bateria

Tais informações devem contar com poucas palavras, frases curtas, objetivas e de fácil compreensão.

Linguagem humanizada

Ainda que muitas informações devem ser concisas e apostar em poucas palavras, não dá para ignorar questões importantes, especialmente o público dos consumidores. Por essa razão, a linguagem humanizada é importante.

Entender a persona, nesse caso, é fundamental. É a partir daí que você vai determinar qual é a linguagem utilizada para o conteúdo do seu e-commerce.

Um exemplo prático disso pode ser um e-commerce que tem como foco o público adolescente. Nesse caso, a solução é usar uma linguagem mais informal e descontraída.

Caso o foco seja um público composto por mulheres com mais de 60 anos, a linguagem deve ser outra.

Utilize as palavras-chave adequadas no conteúdo para e-commerce

As técnicas de SEO fazem parte da vida de quem produz conteúdo digital. Isso vale também quando estamos falando de conteúdo para e-commerce. É nesse contexto que as palavras-chaves (acessórios fundamentais das técnicas de SEO) ganham mais destaque.

Para descobrir quais palavras-chave se encaixam com os produtos da sua loja virtual, vale ter à disposição algumas ferramentas apropriadas para isso.

Sobretudo, uma boa alternativa é o planejador de palavras-chave do Google. Ele aponta sugestões de termos usados pelo público, bem como o volume de buscas por cada um deles. Com isso, você assegura o uso de Keywords que o público realmente está pesquisando.

Outras ações que complementam a produção de conteúdo para e-commerce

Outras-ações-que-complementam-a-produção-de-conteúdo-para-e-commerce

Hoje em dia, na era digital, vários usuários consomem conteúdo online a todo instante e isso só reforça a atuação das lojas virtuais.

O e-commerce que não investir em conteúdo de qualidade corre o risco de ficar para trás. Para se ter uma boa posição online, é fundamental criar conteúdos de qualidade e, especialmente, capazes de proporcionar uma boa experiência de usuário.

No entanto, vale salientar que o conteúdo para e-commerce é muito amplo. Ele pode ser utilizado em redes sociais, blogs, sites e outros canais digitais.

Capriche no E-mail Marketing

O e-mail, ao contrário do que muita gente possa imaginar, continua firme e forte. Não por acaso, ele é um importante recurso para o Marketing Digital.

No caso do conteúdo para e-commerce, o e-mail marketing é uma ótima solução para divulgar promoções, novos produtos, eventos e notícias.

Dependendo dos objetivos, o conteúdo pode conter textos persuasivos, avisos e anúncios. Porém, ele não dispensa elementos fundamentais, como frases curtas, mensagens objetivas e o uso das palavras-chaves.

Além disso, para evitar a segmentação incorreta e evitar o envio de spams e mensagens invasivas, o uso de uma ferramenta de e-mail marketing é indispensável.

Landing Page

Com um papel essencial para ajudar a jornada do cliente e proporcionar a conversão de leads, existem as páginas de destino, também conhecidas como as Landing Pages. Alguns dos benefícios que elas proporcionam são:

  • Segmentação
  • Conversão de leads
  • Pesquisas de satisfação
  • Divulgação de notícias e eventos

Por ser uma página mais simples e com um objetivo estratégico definido, o texto de uma landing page deve ser sucinto, com as keywords certas e, em muitos casos, usar de forma bem elaborada os gatilhos mentais.

Conte com o poder de um blog

Os blogs representam um excelente espaço para disponibilizar conteúdo, inclusive para otimizar as vendas em um e-commerce.

Por outro lado, eles também permitem textos mais longos e são perfeitos para trazer informações mais completas sobre produtos, promoções e outros temas relevantes.


Neste artigo você vai entender como criar uma estratégia de blog completa e de sucesso


Além de utilizar imagens, vídeos e GIFs, não dá para esquecer que o texto de um blog deve conter palavras-chaves e demais técnicas de SEO.

Para enriquecer ainda mais o conteúdo, é interessante estudar técnicas de escrita e narrativa. O storytelling é uma delas.

Um canal no YouTube é ótima para criar conteúdo para e-commerce

O meio audiovisual é um dos maiores protagonistas na era digital. Hoje em dia os vídeos podem ser visualizados em desktops e dispositivos móveis, para torná-los ainda mais influentes, são versáteis e disponibilizam vários tipos de conteúdo, inclusive para e-commerce.

De certa forma, um canal no YouTube tem tudo para ser útil nas estratégias de conteúdo para e-commerce. Por meio dos vídeos, é possível mostrar os produtos com mais detalhes e isso é fundamental para qualquer loja virtual.

Porém, vale destacar que o conteúdo para YouTube também necessita de técnicas de SEO por meio de palavras-chaves e hashtags.

Conclusão

O conteúdo para e-commerce requer atenção e estratégia. A descrição para os produtos, assim como a descrição para lojas virtuais, deve ser feita levando os conceitos da UX Writing, proporcionando uma melhor experiência de usuário.

Ainda assim, quando se trata de uma loja virtual, não custa lembrar que uma boa experiência significa bom atendimento.

Por isso, o conteúdo para e-commerce bem desenvolvido e planejado, é a engrenagem que faz o Marketing Digital atrair a atenção do público-alvo, possibilitando com isso converter leads, melhorar a jornada do cliente e aumentar as vendas do seu negócio ou loja virtual.

Leave a Comment

8 − 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.