Redação-SEO

Não há mais dúvidas de que na atual era da internet o conteúdo é um bem muito valioso para qualquer negócio. E no meio desse universo de informações, a redação para SEO ganha ainda mais importância.

É por meio dela que qualquer empreendimento, seja ele um grande, um médio ou pequeno negócio, consegue se destacar na web e impulsionar os seus negócios ao longo do tempo.

Entretanto, quando se fala em conteúdo digital não dá para esquecer das técnicas de SEO, pois elas são essenciais em um mundo cada vez mais digital. E é aí que entra em campo as habilidades de Webwriting e redação SEO.

Como as técnicas de SEO levam em conta o uso adequado das palavras-chaves (e outros artifícios) para produzir um conteúdo coerente, o redator SEO deve ficar atento a elas.

Além do mais, é interessante ter em mente que o mundo não se resume ao Google. Na verdade, existem outros buscadores nesse universo digital.

Para saber mais sobre a redação SEO, buscadores e como produzir conteúdo capaz de fisgar o público, confira os tópicos abaixo.

Breve histórico dos buscadores

Sites de busca. É difícil, ou melhor, é impossível imaginar a internet sem eles. E como vários aspectos do nosso dia a dia dependem da internet, então é impossível conceber a vida moderna sem os buscadores.

Google, Yahoo, o Search Encrypt, apenas para mencionar alguns, são os oráculos da era digital. Se o usuário procura por um restaurante nas proximidades, ou pretende comprar alguma passagem para viajar, recorre a algum desses buscadores.

Até mesmo para sanar problemas comuns do nosso dia a dia, como, por exemplo, regar corretamente uma planta ou preparar uma receita, lá estão os buscadores prontos para receberem as nossas dúvidas.

De um modo geral, os buscadores consistem em um sistema que tem o objetivo de pesquisar arquivos guardados em servidores da Internet. Eles são como as “bibliotecas no formato digital”, só que com uma abrangência além dos livros.

Para trazer à tona esses arquivos, os sites de busca identificam a palavra-chave utilizada pelo usuário durante sua pesquisa. A consequência disso é a entrega de uma lista de links que levam para sites que mencionam assuntos relacionados ao termo pesquisado.

Entendeu agora o porquê das palavras-chaves e dos buscadores serem tão importantes quando o assunto se trata de Redação para SEO? Vamos ver então alguns dos principais sites de busca da atualidade?

Google

Ele é onipresente no cotidiano de grande parte da população mundial. O Google surgiu nos anos 90, mas começou a jornada até o topo entre 2000 e 2001.

O procedimento de busca do Google é baseado na identificação da importância e na concordância dos conteúdos que estão na Internet relacionados com os termos buscados pelo usuário.

Para realizar essa classificação, o Google trabalha com vários algoritmos para estabelecer a ordem de aparição dos sites na SERP.

Bing 

Se o Google está na frente, logo atrás vem o Bing ganhando posições valiosas. Ele é o sistema de pesquisa nativo que os novos dispositivos da Microsoft estão usando desde o Windows 8 e isso não é pouca coisa.

O Bing foi criado em 2009 e, assim como os seus concorrentes, viabiliza pesquisas por resultados na web, incluindo imagens, mapas, notícias e vídeos.

Além do mais, algumas ferramentas de dispositivos móveis também contam com o Bing como buscador padrão. Entre eles estão o Amazon Kindle e a Siri, da Apple.

Yahoo! 

O Yahoo! foi criado nos Estados Unidos em meados dos anos 90, aquele período em que boa parte do que há hoje no mundo da internet estava nascendo.

O mais interessante nesse caso é que atualmente o Yahoo! também atua com hospedagem de site e publicidade online, além de ser um buscador e também ser conhecido como um portal de notícias.

DuckDuckGo 

Talvez você ainda tenha ouvido falar pouco dele, mas esse buscador, desenvolvido no ano de 2008, tem como uma das prioridades levar em conta a proteção dos dados e da segurança na web.

Para isso, ele leva em conta alguns princípios básicos, como a privacidade total da navegação e a proibição de vendas dos históricos de pesquisa. Diante disso, quem utiliza esse buscador não vai se deparar com anúncios que rastreiam as páginas navegadas pelo usuário.

Além disso, ao contrário da maioria dos outros buscadores, ele disponibiliza a resposta ideal para a pergunta do usuário, mesmo que a origem seja de um site que não possua uma boa posição.

Ask

É um mecanismo de busca bem simples. Ele ainda traz perguntas e respostas relacionadas que normalmente podem ser bastante úteis. Além disso, ele conta com um layout semelhante ao Google.

Outra característica do Ask é que você pode lançar uma pergunta nele e, desse modo, outros usuários podem fornecer respostas, conferindo ao buscador um caráter de comunidade e interativo.

O que é Redação para SEO

Para entender primeiro o que é Redação para SEO, é preciso entender antes o que é esse tal de SEO. Inicialmente, a Search Engine Optimization é a expressão em inglês para Otimização de Mecanismos de Busca.

Sim, mas o que exatamente isso tem a ver com redação e produção de conteúdo? A resposta é simples: TUDO!

A redação para SEO consiste em técnicas que permitem ao conteúdo de um site, vídeo, blog ou rede social, ser bastante visualizado e alcançar um público bastante amplo.

Sendo assim, Redação para SEO é a aplicação de tais técnicas na hora de redigir uma postagem para um blog, para uma rede social, um e-mail marketing, enfim, em qualquer ambiente na web.

Como criar uma boa redação para SEO

O bom texto para SEO é aquele que consegue ser escaneável e encontrável, ou seja, favorecendo dois aspectos básicos da informação na era digital: a busca e o consumo.

Para isso, o texto SEO bem feito consegue tornar o conteúdo amigável para o Google e outros sites de busca, como o Bing e o Yahoo! Nesse caso, uma outra característica de um bom texto SEO é a “Encontrabilidade”.

O texto deve ser facilmente “encontrado”, “visto” pelo público-alvo. Para assegurar essa característica, é necessário utilizar determinadas técnicas de escrita adequadas para o ambiente web.

Essas técnicas englobam o uso correto dos termos de busca, ou seja, das palavras-chaves. Esse é um aspecto fundamental quando se fala em redação para SEO. Cada conteúdo online possui o seu perfil de público e, portanto, palavras que interessam e chamam a atenção desse público.

Além dos termos de busca adequados, é importante também ficar atento para outros elementos que constituem as práticas de SEO. Uma delas é incluir links externos e internos no texto.

Sobretudo, vale destacar que tudo isso deve ser feito do modo mais orgânico, ou seja, o mais natural possível. O redator SEO deve encontrar maneiras que links e palavras-chaves se encaixem de maneira coerente no texto, tornando o conteúdo agradável.

Por isso, é necessário também levar em conta aqueles aspectos básicos da escrita, como, por exemplo, respeitar a estrutura web, valorizando parágrafos curtos e utilizando intertítulos. Esse é um dos princípios básicos do Webwriting.

Estrutura básica de uma redação SEO

A estrutura que um redator SEO deve priorizar é aquela que torna o seu conteúdo mais aprazível para leitura. Se um leitor sentir que foi pego pela mão e arrastado para mergulhar no texto, então o redator de conteúdo acertou em cheio.

Tanto na literatura quanto na web a boa escrita não fica presa a uma receita de bolo. O espaço para a criatividade fala mais alto. No entanto, no caso da Redação para SEO não dá para ignorar alguns detalhes relevantes em relação a uma estrutura coesa de texto. Confira mais a seguir.

O poder de uma boa introdução 

O convite para uma leitura é o começo de tudo. A introdução que apresenta o conteúdo a ser abordado é a porta que você abre para o usuário entrar no seu texto e se sentir em casa.

Contudo, é importante ainda que já na introdução apareça algum termo chave do seu conteúdo. Isso é uma das otimizações básicas de uma redação para SEO.

A importância dos intertítulos na redação para SEO

A Redação SEO deve ser agradável para o usuário, independente da leitura ser feita no Desktop ou no dispositivo móvel. Sendo assim, a utilização de intertítulos é um recurso muito bem-vindo.

Além de facilitar a abordagem da ideia no texto, ele promove uma quebra saudável na leitura, conferindo ritmo a ela e melhorando a leiturabilidade.

Conclusão e a “Chamada para Ação”

Assim como uma boa história carece de um fim, o mesmo vale para o conteúdo na web. O Redator SEO deve saber finalizar o texto resumindo tudo o que foi apresentado nos parágrafos anteriores e ainda apresentar um Call to Action.

A chamada para ação (seja um pedido para curtir, comentar ou compartilhar, se inscrever, comprar, reservar) torna o leitor um participante da criação desse conteúdo.

Quais as técnicas de Redação para SEO que são mais utilizadas? 

Você redigiu um conteúdo muito interessante para o seu blog. Zero erros de português, parágrafos bem divididos e mensagem objetiva. Porém tal conteúdo nunca teve o engajamento e o ranqueamento que merece.

Provavelmente isso ocorre porque, apesar de bem escrito, o seu texto não está otimizado para agradar aos exigentes algoritmos do Google e demais buscadores de sites. É aí que a Redação para SEO entra em cena para ajudar você.

O Redator SEO, assim como um engenheiro que projeta uma obra, deve conhecer o que funciona e o que não funciona para, apenas assim, poder dizer que a obra está firme e segura.

Olhando por essa perspectiva, redigir um texto para a web também exige técnica, saber o que dá certo e o que não dá. Diante disso, confira algumas das técnicas de Redação SEO mais usadas.

Utilize ordem direta 

Frases extensas em ordem indireta até podem funcionar para alguns textos literários, como crônicas e contos, mas para o conteúdo online nem sempre são uma boa ideia.

Isso pode confundir o seu leitor, obrigando-o retornar ao mesmo ponto várias vezes para compreender o que estava sendo transmitido. Isso tira a imersão da leitura. Lembre-se: redação SEO com qualidade facilita a leitura.

Saiba que a quantidade não é qualidade 

O Redator SEO deve sempre aparar as arestas. Um exemplo disso são adjetivos em demasia. Ainda que seja em um conteúdo opinativo, quando em excesso eles podem pesar no texto.

As repetições também prejudicam a mensagem. Por isso, é sempre interessante pesquisar sinônimos para não repetir determinadas palavras.

Use os gatilhos mentais 

Os gatilhos mentais ajudam muito, especialmente quando o redator deve criar conteúdo persuasivo e de Marketing Digital.

Expressões como “aproveite a promoção”, “vagas limitadas”, entre outras, são alguns exemplos de gatilhos mentais que muitas vezes encontramos por aí.

Existe o gatilho mental da urgência, o da prova social, o da autoridade e vários outros. O uso de cada um deles vai depender basicamente do tipo de conteúdo que você vai criar.

Busque o fácil entendimento 

Cuidado com os termos técnicos. Eles devem ser utilizados sempre levando em conta o perfil do seu público e o conteúdo do texto.

Quem atua com redação para SEO terá à disposição uma série de técnicas disponíveis, capazes de conferir qualidade e legibilidade a um conteúdo. E tornar as coisas fáceis e encontráveis para o usuário é um dos principais objetivos de um texto SEO.

O uso de palavras-chaves é muito importante na redação para SEO

Pode até mesmo ser um clichê mencionar as palavras-chaves quando se trata de Redação para SEO, mas é inevitável.

As keywords (como também podem ser chamadas) estão para o redator assim como o machado está para o lenhador. Elas são uma das principais ferramentas de trabalho para quem atua produzindo conteúdo.

Inclusive, é possível contar com diferentes tipos de palavras-chaves. Nesse caso, entre as mais utilizadas estão:

  • as short tails, que são palavras curtas e genéricas;
  • assim como há as long tails, que em português significa “cauda longa”.

As long tails são mais extensas. Um exemplo delas podem ser “aulas de violão em Curitiba”, “restaurante em Porto Alegre”. São chamadas assim pela sua extensão em relação aos termos buscados que geralmente são compostos por 3 ou mais palavras.

Além do mais, é importante saber quantas vezes e quando inserir as palavras. Saiba que utilizá-las sem moderação inviabiliza uma boa experiência de usuário, evitando o bom ranqueamento do seu texto.

Não há uma regra absoluta a respeito da densidade das palavras-chaves no texto, pois isso irá depender de alguns fatores, como a quantidade de palavras.

Alguns estudos sugerem que artigos com mais de 2000 palavras recebem mais tráfego orgânico e com isso se tornam mais compartilháveis.

Já os locais onde elas devem aparecer, podem ser na URL, nos links internos, nas tags de títulos, intertítulos, Call to Actions, imagens, enfim, em locais estratégicos do texto.

O uso das tags 

“Tag” em português significa “marcação” ou “etiqueta”. No maravilhoso mundo do Webwriting e redação SEO, as tags, junto com as palavras-chaves, facilitam o usuário a conhecer melhor os demais conteúdos do seu blog.

As tags servem para classificar e agrupar as postagens de um blog para que eles sejam facilmente encontrados posteriormente pelo usuário na hora de buscar por informações a respeito de algum determinado assunto.

Imagine, por exemplo, que você entra em uma livraria. Você procura por livros policiais. Obviamente você irá na prateleira dos livros policiais. As tags, em um blog, funcionam mais ou menos dessa maneira, facilitando a pesquisa e o consumo de conteúdo.

Quando o usuário clica na tag, ele poderá acessar todos os textos com aquela etiqueta. Caso um blog sobre cultura pop apresente 6 postagens sobre as HQs do Quarteto Fantástico, por exemplo, todos esses textos poderão receber uma tag (ou quantas forem possíveis), para serem descobertos pelos usuários.

O uso do Link Building na redação para SEO

Sabe quando você está lendo um texto em algum blog e logo se depara com um link o conduzindo para um outro blog ou até mesmo para uma outra postagem. Isso é a prática de utilizar links que visam enriquecer o conteúdo.

Pelo fato de complementarem a informação, os links consistem em uma boa prática de SEO, que valoriza a experiência do usuário e melhora o ranqueamento do blog.

Porém, como tudo na vida – e na redação SEO – é importante saber dosar e usar com inteligência esses links. Portanto, o link building pode ser feito por meio dos links externos e internos.

Os internos levam a conteúdos dentro do próprio site ou blog, possibilitando que o usuário permaneça mais tempo assimilando tais conteúdos, enquanto os externos levam para outros blogs.

Lembre-se ainda que a boa prática de SEO declara que o link building deve ser feito de modo orgânico. Portanto, evite o famoso “clique aqui”.

O uso das descrições nas imagens 

Sabemos que, dependendo do contexto, vale a máxima de que “uma boa imagem vale mais do que mil palavras”, porém, quando se trata de redação para SEO, não custa nada complementar uma imagem com uma boa descrição.

Essa prática é essencial para assegurar tráfego a qualquer blog ou site e permitir que o usuário saiba do que se trata aquela imagem.

Além do mais, descrever adequadamente as imagens nas postagens contribui com a acessibilidade. Um exemplo disso pode ser um deficiente visual acessando determinado site.

Desse modo, ele pode optar pela leitura da página completa e caso a figura apresente um texto de descrição, ele será lido pelo sistema, facilitando para esse usuário uma compreensão do conteúdo em questão.

As frases que são utilizadas na descrição do text ALT devem ser curtas, de preferência sem os chamados “stop words”, que são conjunções e interjeições consideradas irrelevantes para os buscadores como “de”, “para”, “e”, “com”, “sem”, entre outras.

O que mais se pratica em termos de SEO para imagens é que a palavra-chave também deve estar contida nessa descrição.

Planeje uma boa redação para SEO para ser encontrado pelos buscadores 

Google, Bing, Yahoo! ou seja, todos os buscadores levam em consideração as práticas de SEO, além também de um conteúdo atrativo. Por essa razão, o redator SEO deve contar com um bom planejamento antes de partir para a escrita propriamente dita.

Saber para quem o conteúdo será direcionado é fundamental. Um blog sobre cinema, por exemplo, terá uma abordagem distinta do blog de uma loja de artigos esportivos.

Os públicos, os temas e a linguagem serão bem diferentes, porém o planejamento sempre será algo fundamental. Quando se fala em planejar um bom conteúdo capaz de ser visto pelos buscadores, é necessário ter em mente algumas questões, as quais você saberá agora.

Faça um mapeamento das palavras-chaves 

Já falamos (e não cansamos de reforçar) que as palavras-chaves são importantes para a redação SEO. Portanto, não deve ser surpresa o fato de que um bom planejamento de conteúdo inicie por elas.

Se o seu blog fala sobre jardinagem, vale pesquisar quais as palavras-chaves são as mais importantes para uma postagem sobre “Como adubar o solo”.

Não custa lembrar ainda que hoje em dia o redator SEO pode contar com a Google Trends ou o SEM Rush que são ferramentas que mostram os termos mais buscados em relação a qualquer assunto.

Outro detalhe importante é que plataformas de qualidade, como o WordPress, também possuem plugins e recursos que visam facilitar a aplicação e uso das keywords mais adequadas no seu conteúdo.

Fique atento para a densidade da palavra-chave 

Antes de partir para a redação do conteúdo, tenha cuidado com a quantidade de vezes que você irá usar a palavra-chave.

Pense que o termo de busca está para o texto assim como o sal está para um prato de comida. Quando colocado na medida certa, ele confere sabor ao alimento, mas em demasia ele pode espantar alguns paladares.

Uma densidade adequada fica em torno entre 3% e 5%. Já a repetição acima disso pode dar a impressão para os buscadores que o redator está tentando forçar a todo custo a visualização dos termos.

Analise a concorrência

Para posicionar um blog ou site nos buscadores, você vai ter que concorrer com outras marcas, empresas e blogs. Por isso, veja como eles usam as práticas de SEO, avalie também quais são as palavras-chaves utilizadas.

Ao dar uma espiadela nos concorrentes, você terá uma noção de como poderá ser o seu estilo de escrita para se diferenciar do restante.

Apresente conteúdo diferente e de qualidade. Já é meio caminho andado para conferir a encontrabilidade necessária ao seu blog. Não custa lembrar!

Tenha um cronograma

Disponibilizar postagens constantes facilita ao leitor acompanhar o conteúdo. O importante, portanto, não é criar conteúdo diariamente, mas sim, de um modo que viabilize o acompanhamento.

Sendo assim, é essencial que o seu conteúdo seja bem redigido, traga informações críveis e seja original, pois tanto o seu visitante quanto o próprio Google conseguem reconhecer esses fatores.

Por isso, organizar um calendário selecionando assuntos e datas de publicação facilita o trabalho e mantém o público engajado, habituado a visitar sua página em busca de novas publicações.

Quem é o redator SEO?

O redator SEO é um profissional importante na era digital. A razão disso é simples: criar e divulgar conteúdo de qualidade é essencial para melhorar as estratégias de Marketing Digital.

Sendo assim, é interessante que o Redator SEO possua conhecimentos variados, que vão além das regras gramaticais e de redação, mas que também contemplem conceitos sobre Marketing e Webwriting.

Com isso, o Redator SEO deve conhecer também noções de UX e arquitetura de informação, sabendo como distribuir os parágrafos, inserir imagens e trabalhar com frases curtas.

Além disso, um redator SEO pode ter formação em áreas como jornalismo, publicidade, design, TI e demais segmentos envolvidos com comunicação e tecnologia. Diante disso, veja abaixo as competências de um bom redator SEO.

Está sempre atualizado em relação às técnicas de SEO

O SEO é uma área que muda muito com o tempo. Google, Bing e demais buscadores geralmente mudam os seus critérios para filtrar os melhores conteúdos. E é por isso que o bom Redator SEO deve conhecer a fundo como os textos podem assegurar escaneabilidade e encontrabilidade.

Saber como e quando inovar

Em um contexto como o atual, em que há excesso de informações, é fundamental saber como diferenciar o seu conteúdo para poder realmente torná-lo atrativo.

Por isso, dependendo do tipo de conteúdo, é importante saber como usar metáforas, figuras de linguagem e outros artifícios linguísticos para tornar o texto mais agradável de ler e diferente em relação a muitos outros que já existem na internet.

Seja um excelente leitor

O que torna um bom escritor é, antes de tudo, gostar de ler. Por isso, é importante que você tenha gosto pela leitura, seja de literatura em geral (ficção, policial, dramas) e também livros técnicos da área de Webwriting.

A leitura enriquece o vocabulário e facilita a formulação de discursos e a elaboração das mensagens. Além disso, quem lê aumenta o seu repertorio cultural e consegue desenvolver ideias com mais clareza e inteligibilidade.

Benefícios da Redação para SEO

As vantagens que o conhecimento em relação à Redação para SEO são várias. Esse conhecimento é fundamental no atual contexto digital, em que a produção de conteúdo é a base para o bom desempenho de qualquer projeto online.

Entre os benefícios que a redação SEO traz para empreendimentos de qualquer porte, vale mencionar os principais. Vamos ver?

Escaneabilidade e alcance de conteúdo 

O fato da Redação para SEO exigir textos adaptados para os buscadores como o Google, a torna a prática ideal para obter tráfego para sites e blogs.

O conteúdo produzido é adequado às principais necessidades de busca dos usuários, proporcionando maior alcance de conteúdo e, consequentemente, melhorando o posicionamento web.

A redação para SEO melhora a experiência do usuário

A Experiência do Usuário (UX), também conhecida como User Experience, é um dos conceitos mais importantes quando se trata de gerenciar algum site, blog ou e-commerce. Esse atributo garante para o usuário uma boa interação com o produto digital ou experiência online.

A redação para SEO contribui para que a experiência de navegar no site ou blog seja eficiente e agradável, pois leva em conta a distribuição adequada dos parágrafos e a transmissão objetiva do conteúdo.

Além disso, é mais que essencial que o redator responda claramente aquela necessidade busca que levou o usuário ao seu site ou blog. De forma bem simplória, é para isso que serve a redação para SEO.

Ajuda a entender o comportamento do público 

Encontrar palavras-chaves adequadas é um dos pilares para a Redação SEO. Essa busca para adotar os termos certos no conteúdo a ser produzido permite uma melhor compreensão do que o usuário pensa e quais soluções ele busca.

De certa forma, o planejamento de uma redação SEO começa justamente pelas pesquisas de palavras-chaves, que traduzem a intenção e a importância de um determinado termo. E isso é o que norteia o conteúdo na web.

A redação para SEO gera mais credibilidade 

Acredite, diante de tanta informação no ambiente online, o conteúdo de qualidade e com credibilidade ganha destaque. A Redação para SEO permite exatamente isso.

Ao priorizar textos bem escritos, usando adequadamente os termos de busca e outras práticas de SEO, o site ou blog é caracterizado como uma autoridade no segmento de atuação. Isso é essencial para assegurar confiança e credibilidade.

Fortalece a presença e o posicionamento digital 

O uso correto dos termos de busca, da construção de links, aliadas a uma boa escrita, são os pilares da sua presença digital. A Redação para SEO faz os buscadores olharem com bons olhos para o seu site ou blog.

Isso facilita o bom ranqueamento do seu negócio na internet, fortalecendo a sua presença e posicionamento digital. E quando falamos em posicionamento web, estamos literalmente nos referindo à posição que o seu projeto web ocupa na corrida pela atenção do usuário.

A redação para SEO vale ouro na era digital

É possível produzir o conteúdo com a qualidade necessária para ser encontrado pelos buscadores. E tudo isso levando em consideração práticas que valorizam a experiência do usuário e a redação para SEO.

Por essa razão, pela importância do conteúdo, é pertinente contar com profissionais que entendem as técnicas de SEO, que estejam atentos para as exigências dos buscadores e também para o comportamento do público.

A realidade é que não há um consenso absoluto na “ciência do SEO”. Há diversas informações e estudos que apontam fatores distintos sobre quantidade de palavras ideal para um conteúdo ser considerado “ideal”.

Sabendo disso, o ideal mesmo é conhecer o seu público e responder de forma clara e objetiva o que o seu cliente ou usuário procura.

Hoje em dia é possível contar com agências que atuam na produção de conteúdo, ajudando negócios de todos os portes a consolidar um bom posicionamento web.

A Verbum Conteúdo é agência que tem experiência no assunto, atua com redação SEO, criando conteúdos e outros materiais fundamentais para sua empresa se destacar no mercado.

Para saber mais sobre como podemos ajudar a sua empresa a se destacar na internet, entre em contato agora mesmo e fale com um dos nossos especialistas.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.