Tempos atrás estávamos falando sobre produção de conteúdo e um amigo nos perguntou se sofremos com a crise ou se estávamos sentindo alguma queda nos negócios.

Num primeiro momento não soube responder, pois não tinha certeza nem dados concretos para afirmar que a demanda sofreu variação devido à crise ou não. Porém, pensando pelo lado prático e com base nos relatos que recebemos de novos clientes, a resposta foi se “clareando” e tomando uma forma mais concreta.

De forma mais precisa e objetiva pude responder que NÃO! E pelo contrário, sentimos que a procura pelos serviços de produção de conteúdo na verdade aumentou. Mais abaixo saberemos o porquê…

A crise econômica e os novos desafios da empresa

A grosso modo falando, uma crise é causada por diversos fatores, sendo eles políticos e socioeconômicos, o que ocasiona a queda drástica da produção e do consumo no mercado em geral. Para contornar isso, as empresas e marcas precisam fazer muito mais do que já fazem para atrair, reter e conquistar novos clientes.

Com essa dinâmica um tanto desfavorável, as empresas estão começando a notar a real importância da comunicação e do conteúdo para os negócios, não se limitando apenas  às questões puramente de vendas. Muitos empreendedores e empresários estão entendendo que não é apenas “abrir um negócio”, ter um site “bonitinho” e uma página no facebook que irá garantir o sucesso de uma empresa (e nunca foi de fato).

É preciso tratar o problema na raiz

Muitos chegam até nós com a ideia e a certeza de que precisam mexer na “raiz do problema”. E muitos também se dão conta de que o que realmente precisam é reformar a casa para atrair novos clientes e com a “decoração” que possuem não estão tendo o retorno esperado.

Sites desatualizados, com informações confusas e sem propósitos claros são os principais problemas que nos abordam. E a dificuldade em transmitir a mensagem de forma didática e concisa são os principais desafios que nos entregam.

Por outro lado, vemos que o primeiro e mais difícil desafio é o de conciliar ideias e ideais no que se refere à comunicação empresarial. Ainda existe a difícil e insistente barreira do ego e do orgulho da pessoa que empreende em aceitar e apostar em novas ideias.

Muitos acreditam que a sua visão de negócio e de mundo é a mesma que de seus clientes e não se dão conta que uma empresa existe para sanar um problema e oferecer uma solução, não para ser um objeto de ostentação e orgulho puramente pessoal. É muito comum nos depararmos com empresários que não cedem às inovações e na maioria dos casos, acabam por minar o seu próprio negócio, quando em piores casos, caminham para a degradante falência.

E por que a procura por produção de conteúdo aumentou na crise?

Como tentativa de resposta, tudo indica que nos momentos de crise as empresas se despertam para algo que pouco se importava em tempos de bonança: a captação de novos clientes. É aí que entra a questão da estratégia e a produção de conteúdo como prioridade para os negócios de qualquer segmento.

É aí também que se nota a importância do conteúdo institucional de qualidade com o real propósito de contar a história da empresa e propagar os seus valores de forma clara e objetiva. E tem mais, é o momento de se usar a criatividade para atrair e conquistar novos clientes com poucos recursos.

Nesses momentos de crise econômica, algumas empresas veem a importância em vender os seus produtos de forma inteligente e menos intrusiva. Troca-se o imediatismo pela manutenção do cliente em longo prazo. A presença da empresa e das suas marcas se torna uma necessidade constante para estreitar o relacionamento com os clientes. E para cumprir esse desafio, só utilizando uma estratégia de produção de conteúdo relevante e de qualidade.


Com isso, finalizamos a nossa tentativa em responder o porquê do crescimento da demanda pela produção de conteúdo em tempos de crise, pois podemos notar que essa (não tão) nova maneira de fazer comunicação chegou realmente para ficar.

Leave a Comment