10 mitos sobre o Marketing de Conteúdo que você deve deixar para trás urgentemente

Que o Marketing de Conteúdo se tornou uma estratégia essencial para os negócios isso você já sabe ou deve estar cansado de saber.

No entanto, com a sua popularização é comum que muitas informações equivocadas ou mitos sejam construídos em relação ao tema.

Neste artigo nós procuramos elencar 10 dos mitos (e por que não falhas) mais comuns que empreendedores e até mesmo os profissionais da área ainda cultuam ou acreditam ser algo verdadeiro. Vamos ver a seguir quais são esses “mitos”?

Falar de si mesmo o tempo todo

Algumas marcas e empresas ainda não se deram conta que o Marketing de Conteúdo não serve para autopromoção (pelo menos não de forma tão explícita) e acabam cometendo esse erro gravíssimo.

A ideia dessa estratégia é justamente ser relevante, mostrando e propondo soluções para os problemas dos clientes. O seu produto ou serviço deve ser apenas uma peça dentro dessa solução, mas não o foco central.

Porém, o que muito se vê é a promoção direta sem de fato oferecer uma solução ou ao menos responder às dores dos potenciais clientes. Portanto, nada de narcisismo corporativo.

Marketing de Conteúdo é o mesmo que Marketing Digital

O Marketing de Conteúdo pode ser um coadjuvante dentro de uma estratégia maior que é o Marketing Digital. Entretanto, o Marketing de Conteúdo pode ser trabalhado de forma isolada.

O que muito se vê por aí é a confusão em achar que executar uma estratégia de Marketing de Conteúdo é o mesmo que executar uma estratégia de Marketing Digital e vice-versa.

Lembre-se: Marketing Digital é algo bem maior e envolve várias estratégias em conjunto para impulsionar os resultados de um negócio na web. O Marketing de Conteúdo pode ser um aliado, mas não são as mesmas coisas.

É só criar um blog e tá tudo certo

Outro grande mito que muitos tomam como verdade. Porém, o Marketing de Conteúdo vai muito mais além do que postar artigos em blogs.

O planejamento começa com um bom estudo da persona, de palavras-chaves, tendências de buscas, estratégias de SEO e outros detalhes importantes que dizem respeito ao comportamento do consumidor na web.

Um blog em si é apenas uma ferramenta utilizada em uma estratégia de Marketing de Conteúdo, mas sozinho ele não faz nenhum milagre.

Marketing de Conteúdo é só escrever artigos

Embora o conteúdo textual possa ser o carro-chefe do Marketing de Conteúdo, saiba que há muitos formatos que podem e devem ser explorados nessa estratégia.

Conteúdos em vídeos, podcasts, whitepapers e até webinars podem ser excelentes alternativas para atrair e engajar o seu público alvo.

Contudo, é importante saber usar todos esses formatos e até mesmo criar campanha cross-channel para impactar os leads em várias mídias e canais. O texto pode continuar sendo o protagonista, mas nunca deve ser o único elemento em uma estratégia de Marketing de Conteúdo.


Leia este artigo e saiba como evitar os 7 erros de um redator freelance


Somente jornalistas ou publicitários podem produzir conteúdo

A realidade é que esses profissionais podem ser os principais atores que executam tal estratégia, mas nada impede que outros profissionais também entrem em cena.

Dependendo do caso, especialistas em certas áreas podem gerar conteúdos ainda melhores, graças à autoridade e conhecimento aprofundado que possuem sobre uma atividade.

Por isso, esses profissionais podem (e devem) trabalhar em conjunto para que um conteúdo seja lapidado e entregue da melhor maneira possível ao público.

Marketing de conteúdo só serve para atrair leads

Atrair leads é uma das prioridades sim do Marketing de Conteúdo, mas não é exclusividade, pois isso é lá com o departamento de Inbound Marketing.

Além da atração, o conteúdo pode servir para educar, engajar e estimular a persona em outros estágios de relacionamento com a marca ou empresa.

Sendo assim, não acredite que o conteúdo só serve para chamar potenciais clientes para preencher formulários ou clicar em um botão de compra. Tudo depende do estágio de compra do seu lead.

Não produzo conteúdo porque vão copiar o que eu faço e arruinar meu negócio

Pode parecer um tanto estranho, mas ainda há muitos empreendedores com esse pensamento um tanto arcaico e ultrapassado.

Os mais desavisados e atrasados em termos de estratégias ainda cultuam essa ideia e por isso acham que suas informações devem ser guardadas em uma caixinha secreta lá no fundo do porão.

No entanto, são justamente esses empreendedores que ficam para trás no tão concorrido mercado onde os clientes estão ávidos por informações antes de tomarem a decisão de compra.

Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing são as mesmas coisas

De novo o mesmo mito que é propagado em relação à semelhança entre Marketing Digital e Marketing de Conteúdo. Só que aqui a “arte de atrair clientes” também sofre desse mal.

A verdade é que ambas as estratégias serve como complemento uma da outra, assim como feijão com arroz. Logo, o Marketing de Conteúdo pode ser considerado como uma “ferramenta” de Inbound Marketing.

Sendo assim, o Marketing de Conteúdo serve como um dos combustíveis para atrair possíveis leads e clientes. Contudo, um não sobrevive sem o outro, porém não são as mesmas coisas. Você pode muito bem atrair clientes apenas com links patrocinados, por exemplo.


Hey! Você sabia que o Marketing de Conteúdo não é tão novo assim? Saiba mais sobre sua origem neste post


 É só produzir bastante conteúdo que estarei no 1º lugar do Google

O Marketing de Conteúdo é excelente sim para ser bem rankeado no Google. Porém, como em quase tudo na vida, quantidade não quer dizer qualidade.

Você pode produzir muito conteúdo, mas sem um propósito bem definido todos os esforços podem ser praticamente nulos, pois criar conteúdo sem conhecer a fundo o seu público pode ser um tiro no pé.

Por isso, antes de sair produzindo qualquer coisa, faça uma pesquisa de palavras-chaves, estude bem os anseios e problemas da sua persona, analise a concorrência e só então parta para a produção do conteúdo.

Os clientes vão comprar de mim só porque eu faço Marketing de Conteúdo

Sim, o Marketing de Conteúdo é uma excelente estratégia, porém não faz nenhum milagre como algumas pessoas do mercado propagam por aí.

Quando bem usado, pode trazer ótimos resultados em termos de conversão e engajamento, mas não pense que vai “chover clientes” só porque você faz vídeos ou publica artigos no seu blog.

Isso ocorre porque em termos de estratégias de Marketing, nenhuma garante resultados 100%. A produção de conteúdo ajuda muito, mas o comportamento do consumidor é muito mais complexo do que imaginamos e isso até hoje ninguém conseguiu desvendar ( e talvez nunca consiga).

Conclusão

Oferecer informações de qualidade e relevantes se tornou uma excelente estratégia para ajudar os consumidores a tomarem suas decisões. E tomara que essa decisão seja pelo nosso produto ou serviço.

No entanto, desmistificar algumas ideias sobre o Marketing de Conteúdo é essencial para criar estratégias de alta performance e assim obter resultados mais positivos.

Por fim, se você procura por uma consultoria de Marketing de Conteúdo em Curitiba ou no Brasil, não deixe de falar com a gente. Aqui na Verbum Conteúdo nós produzimos conteúdos e geramos resultados para a sua marca ou empresa.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.