3 erros no marketing de conteúdo

 

Na “onda” do “conteúdo é rei”, muitas empresas começaram a se arriscar no mercado com suas estratégias de marketing de conteúdo por conta própria ou direcionadas por agências tradicionais que no geral, possuem pouca experiência nessa área.

 

No meio de tanta informação produzida, é fácil identificar algumas falhas cometidas e até mesmo recorrentes de muitas empresas que começam com o marketing de conteúdo sem ao menos se atentarem às questões básicas.

Para ajudar nessa etapa, a Verbum Conteúdo traz dicas valiosas para você evitar esses 3 erros no marketing de conteúdo.

Não seja um “papagaio de pirata”

Sua marca cria conteúdo ou só reproduz o que o mercado diz? A curadoria de conteúdo é uma boa estratégia para ativar e positivar a presença digital da sua marca, mas efetivamente não traz resultados significativos.

Normalmente com essa estratégia nós iremos gerar visibilidade para outra empresa e assim nos tornamos um “papagaio de pirata”.

A verdadeira curadoria de conteúdo não é apenas replicar informações selecionadas, mas sim fazer isso com uma nova visão e acuracidade.

Falar só de si mesmo: um grande erro no marketing de conteúdo

Ao invés de “Conseguimos mais uma conta” ou “Conheçam o nosso mais novo cliente”:

  • Explane sobre uma dificuldade de um cliente e como a sua empresa conseguiu resolver.
  • Fale como a sua solução se “encaixou” perfeitamente na necessidade que o cliente tinha.
  • Traga dados reais sobre um resultado que a sua empresa conseguiu ao adotar uma determinada estratégia ou ação.

Informações puramente pessoais e sem relevância, soam como necessidade de auto-afirmação e até mesmo narcisismo. Acreditamos que você não quer que sua marca ou empresa seja vista dessa forma.

Informação sem ação: desperdício para o marketing de conteúdo

Saiu uma notícia sobre um novo método ou uma ferramenta super bacana que vai revolucionar o mercado das agências de publicidade. Lá vai a sua empresa também falar a mesma coisa que todos estão falando.

O marketing de conteúdo não é movido apenas pelo discurso noticioso. Trazer coisas novas ou informações relevantes sobre um determinado fato é uma excelente forma de produzir conteúdo de qualidade e relevante, porém não é muito fácil.

Um exemplo prático seria: ao invés de apenas falar do novo Windows 10, porque não falarmos de uma única funcionalidade que ajudou efetivamente nos negócios da sua empresa?

Outro exemplo: ao invés de reproduzir a notícia do lançamento de um novo produto, porque não fazer uma análise comparativa entre ele e mais 2 concorrentes? Não seria mais relevante para a sua audiência?

Em meio a tanta informação, um conteúdo publicado sem objetivo acaba sendo um desserviço para nossa audiência. Será que não passou da hora de repensarmos o nosso marketing e o nosso conteúdo?

Artigos relacionados

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.